Paixões platônicas e super-lotação.

souvenir

Sonhar com paixões platônicas desenvolvidas há algum tempo é algo engraçado. Aliás, paixões platônicas são coisas engraçadas e vantajosas, você não cria expectativas e consequentemente, não tem desilusões.
Ocorre frequentemente com alguns atores (na maioria dos casos são os personagens, na verdade) de filmes que eu gosto ou algo parecido.

[O termo “Amor platonicus” foi, pela primeira vez, utilizado no século XV pelo filósofo neoplatônico florentino, Marsilio Ficino, como um sinônimo de “amor socrático”. Ambas as expressões significam um amor centrado na beleza do caráter e na inteligência de uma pessoa, em detrimento dos atributos físicos. Referem-se ao laço especial de afeto entre dois homens a que Platão tinha se referido num de seus diálogos, exemplificando-o com o afeto que havia entre Sócrates e os discípulos, em particular entre Sócrates e Alcibíades.]

Mas foi em meados de 2007, quando eu conheci Kaiser, que me apaixonei pelas bochechas rosadas do Sr. Wilson.

Uma noite dessas sonhei que estávamos eu e alguns amigos em uma casa de shows pequena terminando de assistir a um show do Kaiser. Todos se retiraram e nós continuamos lá, esperamos um pouco e Ricky-Wilson-Simpatia veio até nós para dar um “passeio”.
Ricky queria beber, fomos até um supermercado, fazia frio e tinha neve em todos os lugares e não demoramos muito para comprar as coisas. A comunicação era um pouco complicada, as pessoas que sabiam falar inglês conseguiram uma comunicação mais fácil que a minha, porém, ele parecia achar engraçado o meu modo de me comunicar e continuou “falando” (lembrar de fazer um curso de libras) comigo.

Fomos então para uma espécie de festa na casa de alguém, lá todos queriam tirar foto com ele e ele atendeu a todos, dava pra até pra ter o título de miss-simpatia por tanta fofura.
Quando a bebida acabou e saímos para comprar mais, na volta o cenário do lugar da festa tinha mudado completamente, quer dizer, esteticamente não, mas a proporção de pessoas por metro quadrado tinha se transformado em algo tão absurdo que parecia não ter mais lugar para andar. Me lembro que no cômodo da cozinha haviam arquibancadas e era fundo, quase um estádio, a mesma coisa meio parecida também ocorria na sala e no restante da casa. A impressão que dava era de que todas aquelas pessoas estavam ali esperando para ver algo.

Por causa da presença do Ricky provavelmente haviam pensado que haveria um show, mas isso ficou no mistério porque acabei acordando.

E essa é uma frustração dos sonhos, acordar sempre em horas decisivas ou importantes. Esperamos ter uma continuação ou uma prévia logo mais, enquanto março (Lollapalooza) não chega.

Não existem palavras pra descrever esse gif.

Sem mais.

Anúncios

Uma opinião sobre “Paixões platônicas e super-lotação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s