Alpagartas do terror

alpa-2

Dia desses comprei um sapato de gente velha (como sou), atualmente conhecidos como alpagartas. Confesso que a cor foi o que mais me chamou a atenção e por isso hoje ela habita meu guarda roupa.
Porém, enquanto minha encomenda não chegava, um pesadelo envolvendo elas resolveu me assombrar e me fazer pensar melhor a respeito.

Estava Mariana trabalhando em uma fábrica onde produziam as mesmas, uma fábrica grande até, a produção era em massa e haviam vários funcionários. Mas eu era um tipo de funcionária diferente e não podia sair nunca da fábrica, era uma prisioneira do meu próprio trabalho há dois anos (desconhecendo os motivos) a lá Bela Adormecida, mas em uma versão um pouco mais “classe média sofre”.
O desespero de sair da fábrica era tão grande que tentei por diversos meios escapar, subornando superiores, fazendo chantagens emocionais, e por fim, escalando as tubulações de ar enquanto os outros estavam distraídos.
No final, acabei sendo descoberta enquanto os outros funcionários iniciaram uma greve violenta onde várias pessoas ficaram feridas e foram feitas prisioneiras como eu, por mais um longo tempo. O sonho não continuou por muito tempo até eu acordar.

Esse foi um sonho curioso por ter acordado chorando por culpa dele. Ao contrário dos outros sonhos onde isso também aconteceu, ele não envolvia nada muito emocional, a não ser sentimento de ficar presa e não conseguir sair.

Ps: Explicando que o fim da graduação e o projeto de conclusão estiveram me roubando um pouco o sono e, consequentemente, os sonhos, por isso a ausência daqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s