Prólogo de Drive

Os seres humanos que tiveram a oportunidade de assistir Drive entenderão melhor o meu sonho.

Mariana, esse mero ser escória da terra que vos fala, teve a honra de dividir o sonho com Ryan Golsin, Carey Mulligan e o filho dos dois (Benício, no filme).
Eu era um tipo de amiga bem próxima da família, isso era uma coisa bem legal. Sendo assim, fui convidada para um churrasco de domingo na casa dos amigos e sem pensar duas vezes, aceitei.

O domingo chegou e lá estava eu, sentada na varanda, conversando com Carey, Benício brincando e Ryan interpretando o personagem de tiozão churrasqueiro pela primeira vez na vida (sem nunca claro, perder a classe).

Em meio á atmosfera “parada”que o próprio filme tem, o meu sonho ia no mesmo ritmo até que, para continuar no mesmo roteiro do mesmo, pessoas estranhas começaram a invadir nosso pacato churrasco e então cadeiras e balas começara a voar.
Estávamos sendo atacados por gangster que por algum motivo (inveja, talvez) não iam com a cara do Ryan.

Mas, como Ryan Golsing é Ryan Golsing, tudo logo foi resolvido em uma briga de 15 contra 1 e é bastante óbvio quem foi que ganhou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s